terça-feira, 18 de agosto de 2009

Gripe A H1N1: Liga rejeita possibilidade de encerramento de corporações de bombeiros


Pombal, Leiria, 18 Ago (Lusa) - O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) rejeitou hoje a possibilidade de encerramento de corporações de bombeiros, embora tenha reconhecido que alguns quartéis possam ver comprometida a sua resposta devido à gripe A H1N1.


"Não admitimos que haja qualquer corpo de bombeiros que possa fechar por falta de recursos humanos para a sua missão", frisou Duarte Nuno Caldeira, no final de uma reunião da LBP com os responsáveis das 18 federações distritais de bombeiros do continente para articular procedimentos no âmbito da gripe A H1N1, que decorreu em Pombal.

Reconhecendo que esta situação "implica medidas de excepção que, neste momento, seria falso não o dizer, preocupa-nos imenso", o dirigente da Liga afirmou que este foi um "cenário-limite" equacionado no encontro, ressalvando, contudo, que "estão perspectivados mecanismos de agilização, de auxílio e de ajuda de corpos de bombeiros adjacentes".

1 comentário:

Tiago Catrola disse...

ATENÇÃO - Não se faz Omeletes sem Ovos !! A Maioria dos Bombeiros são VOLUNTÁRIOS , Logo não sei até que ponto as Empresas vão Dispensar os Seus Funcionários BOMBEIROS para irem assegurar o Socorro e Substituir os Colegas Doentes. Até para uma simples Chamada de Socorro (Toque de Sirene) os Patrões impedem os Funcionários BOMBEIROS Voluntários de Responder ... Esta é a Realidade em Portugal.